Postagens

Mostrando postagens de Setembro 23, 2017

GOLPE MILITAR: LEMBRAR, RESISTIR E LUTAR

Imagem
O mesmo general que conspira agora, com o velhaco discurso anticorrupção (direcionado ao atual des-governo), outrora fez o mesmo, atacando a então presidenta Dilma Rousseff. A época, ao ser questionado sobre o impeachment disse: "a mera substituição da presidente da República não trará mudança significativa no 'status quo'". E que "a vantagem da mudança seria o descarte da incompetência, má gestão e corrupção". Ou seja, o general tem um DNA golpista.
Como todos sabem, depois da pregação do golpe pelo general Mourão, numa loja maçônica de Brasília, o comandante do Exército, Eduardo Villas Boas (um líder moderado dentro do Exército), não o desautorizou. Ao contrário, admitiu, em entrevista a Pedro Bial, a possibilidade de uma “intervenção” militar.
Segundo Villas Boas, a Constituição Federal de 1988 garante "que o Exército se destina à defesa da pátria e das instituições. Essa defesa poderá ocorrer por iniciativa de um dos poderes, ou na iminência de um ca…