Postagens

Mostrando postagens de Setembro 18, 2017

Os ultraconservadores, a onda conservadora e o golpe

Imagem
Todos sabemos que o golpe de 2016 só foi possível (apesar de inimaginável) porque uma ampla coalização conservadora, antidemocrática, elitista e de mentalidade escravocrata e colonial se rebelou contra a construção de um estado de bem-estar social no Brasil, preconizado na Constituição Federal de 1988 e que avançou com mais intensidade nos governos do PT.
Não foi somente contra o PT, Lula ou Dilma que se empreendeu o golpe. A cruzada contra esses três atores políticos, assim como o discurso anticorrupção funcionam como uma espécie de amálgama a cimentar um amplo setor elitista e conservador que não aceita a construção de uma nação minimamente justa e igualitária.
Esse setor da sociedade tem algumas castas cujos membros, historicamente, sempre se colocaram como detentores dos destinos da Nação. São guetos herméticos que estão presentes em vários segmentos da classe média, além, óbvio, do grupo dos endinheirados que controla o capital e a política no país.
Se, sob o ponto de vista políti…