Postagens

Mostrando postagens de Abril 12, 2016

Como seria o dia seguinte ao impedimento?

Vamos mostrar, bem didaticamente e em dez passos, como seria o day after ao impeachment, se isso ocorrer:
1. Se aprovado o impeachment, imediatamente, os oligopólios midiáticos, em uníssono, bradarão aos quatro ventos por uma trégua.  Falarão que o novo presidente precisa trabalhar em paz para superar a crise e reequilibrar a economia destruída pelo “governo mais corrupto da história”.
2. Os pseudo-jornalistas que pautam a mídia, verdadeiros deformadores da opinião pública, serviçais da casa grande, escreverão em grandes editoriais que a economia não resistirá a uma nova perturbação da ordem. Que todos devem se acalmar até 2018, dando uma trégua ao presidente Temer, o Joaquim Silvério dos Reis do século XXI. Os sardembergs e as mirians da vida dirão que o país precisa de paz para o novo presidente trabalhar com vistas a restabelecer a confiança internacional e salvar a economia.
3. Os homens da lei e da ordem, policiais e setores da justiça, entrarão em cena para sufocar, em nome da tal …

Quanto vale um voto?

Imagem
Num artigo esclarecedor, Luiz Gonzaga Belluzzo e Gabriel Galípolo demonstram que nas democracias contemporâneas, inclusive nos Estados Unidos da América – a democracia mais decantada em prosa e verso – o que define a política é o dinheiro. Muitas vezes, o dinheiro sujo. O que está por detrás das disputas são grupos poderosíssimos que dominam o estado para usurpar os bens públicos e coletivos.
Leia o artigo, “o preço do voto”.
A impotência política tem origem na ocupação do estado e de seus órgãos reguladores pelas tropas dos interesses corporativos
por Luiz Gonzaga Belluzzo e Gabriel Galípolo, em Carta Capital


Contra o poder do dinheiro, a redefinição de conceitos e práticas
A deliberação do PMDB de desembarcar do governo Dilma Rousseff promete tornar o fim de março mais uma vez decisivo para a história do País. Há dúvidas se esse desenlace será capaz de nos oferecer o final redentor prometido pelos “analistas” da televisão.
Hoje há grande espaço na mídia aos que se atiram a deduções otim…