Postagens

Mostrando postagens de Novembro 19, 2015

As raízes e os resquícios do coronelismo e sua relação com a corrupção

Imagem
O livro Coronelismo, enxada e voto: o município e o regime representativo, no Brasil, de Vitor Nunes Leal (1914 – 1985) é “obra fundamental para o conhecimento da realidade brasileira” (p. XVII), nos dizeres do notável Barbosa Lima Sobrinho. Nela o autor descreve com precisão essa “instituição” brasileira, calcada na organização agrária da nossa sociedade (pelo menos até meados do século passado) e de cujas raízes ainda florescem ramos até nossos dias. O coronelismo é, em boa medida, a base das organizações partidárias tupiniquins e dele nasceram e ainda viçam muitos dos vícios da politicagem nacional. O coronelismo, nos municípios interioranos, se traduzia “numa hegemonia econômica, social e política que acarretava, por sua vez, o filhotismo, expresso num regime de favores aos amigos e de perseguição aos inimigos”, lembra Barbosa Lima Sobrinho na introdução da obra. Além da estrutura agrária concentradora da riqueza nas mãos dos coronéis, o coronelismo tinha como seu lócus preferencial …